Via Investimento's Post

Veja os destaques das empresas da bolsa desta segunda (10)

Braskem

A Odebrecht S.A. retomou os trabalhos para venda da Braskem e planeja dar início a um processo competitivo pelo controle da maior fabricante de resinas termoplásticas das Américas. Embora a preferência seja por encontrar um comprador estratégico para a totalidade de suas ações, a controladora também vai olhar outras alternativas que tragam “liquidez e valorização”.

A Odebrecht comunicou a Braskem sobre a iniciativa na sexta-feira à noite e mandatou o Morgan Stanley para assessorá-la na operação.

Oi
A Oi assinou com a Claro, Vivo e TIM um acordo de exclusividade para a venda de sua operação de telefonia móvel.
O ânimo do mercado com o processo de venda de ativos da Oi também alcançou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O entusiasmo surgiu da possibilidade de levantar recursos para abater parte importante da dívida da tele e do lançamento da estratégia de reposicionamento no mercado como grande ofertante de conexão por redes de fibra óptica.

Sanepar
A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 284,4 milhões, um aumento de 22,3% em relação ao mesmo período de 2019. A receita líquida subiu 4,6%, para R$ 1,1 bilhão, e o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) avançou 17,4%, para R$ 472,1 milhões. A teleconferência está marcada para as 10h.

M. Dias Branco
A M. Dias Branco encerrou o segundo trimestre com lucro líquido de R$ 152,4 milhões, alta de 51,5%. A receita líquida cresceu 22,2%, a R$ 1,89 bilhão, e o Ebitda somou R$ 225,6 milhões, alta de 23,5%. A teleconferência está marcada para as 11h.

Petrobras
A Petrobras iniciou a fase vinculante do processo de venda da participação de 35% no campo de Manati, concessão de produção marítima em águas rasas localizada na Bacia de Camamu, no litoral da Bahia.
Ela também iniciou a fase não-vinculante para a venda da totalidade de sua participação nos campos em águas rasas que compõem o Polo Ceará, localizados no Estado do Ceará.

BRF
A BRF realizou o pré-pagamento de R$ 965 milhões de linhas de financiamento de curto prazo nos meses de julho e agosto, que têm prazo médio remanescente de 7 meses.

Copel
O conselho de administração da Copel aprovou a redução do orçamento para investimentos em 2020 da Copel Geração e Transmissão (Copel GeT) em R$ 234,5 milhões, com o montante previsto para este ano passando a ser de R$ 630,7 milhões.

Multiplan
A Multiplan retomou no sábado as operações do Ribeirão Shopping e do Shopping Santa Úrsula, em Ribeirão Preto, São Paulo. As reaberturas marcam o primeiro momento, desde 18 de março, em que todos os 19 shopping centers da companhia estão operando simultaneamente.

CCR
O tráfego de veículos nas rodovias administradas pela CCR caiu 1,5% no período de 31 de julho a 6 de agosto, em comparação com os mesmos dias em 2019. Excluindo a ViaSul, que iniciou as cobranças de pedágio em fevereiro, a queda foi de 6,3%.

Yuny
A incorporadora Yuny pretende captar por volta de R$ 1 bilhão na sua oferta inicial de ações (IPO), segundo o Valor apurou. A oferta será, predominantemente, primária. A empresa apresentou na sexta-feira pedido de registro de companhia aberta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

CCP
A Cyrela Commercial Properties (CCP) vendeu imóvel de propriedade da controlada Aquarius Empreendimentos e Participações, localizado em São Paulo, para a Arbros Empreendimentos Imobiliários, por R$ 36,6 milhões.

A empresa informou ainda, na sexta-feira, que o conselho de administração aprovou um novo programa de recompra de ações, visando adquirir até 5.893.099 ações ordinárias, o equivalente a 3,5% do total emitido.

Iguatemi
O conselho de administração da Iguatemi aprovou um programa de recompra de ações visando a aquisição de até 1.299.264 papéis ordinários, o que representa 1,50% do total em circulação.
By: via Via Investimento
Share: