Via Investimento's Post

BK Brasil
A BK Brasil fechou o segundo trimestre com um prejuízo líquido de R$ 186,8 milhões, valor superior à perda de R$ 551 mil registrado no mesmo período de 2019. A receita recuou 56,7%, para R$ 292,7 milhões, e o Ebitda ficou negativo em R$ 96,3 milhões, revertendo o resultado positivo. A teleconferência está marcada para as 11h.

WIZ
A Wiz Soluções e Corretagem de Seguros fechou um acordo para comprar 40% da corretora de seguros do BMG, chamada CMG, basicamente criando uma nova empresa que terá exclusividade na distribuição no balcão do banco mineiro por 20 anos.

A Wiz teve lucro líquido de R$ 34 milhões no segundo trimestre, com queda anual de 37%. O lucro ajustado caiu menos, 14,3%, a R$ 50,8 milhões. A receita líquida recuou 9,3%, a R$ 149,5 milhões.

Renova
A Renova Energia, em recuperação judicial, recebeu da Prisma Capital uma proposta vinculante para aquisição do Complexo Eólico Alto Sertão III - Fase B.

Aliansce Sonae
A Aliansce Sonae retomou ontem as operações do Boulevard Shopping Belo Horizonte, em Belo Horizonte.

CCP
A Cyrela Commercial Properties (CCP) registrou no segundo trimestre um lucro líquido atribuível aos sócios da empresa controladora de R$ 891 mil, revertendo prejuízo. A receita recuou 18,6%, para R$ 93 milhões, e o Ebitda caiu 9,5%, para R$ 48,2 milhões. A teleconferência está marcada para as 10h.

A empresa comunicou ainda a reabertura do shopping Estação BH, em Belo Horizonte.

Valid
A Valid Soluções encerrou o segundo trimestre com prejuízo de R$ 148 milhões, revertendo lucro diante da queda da receita e uma despesa de R$ 130,9 milhões, a maior parte relacionada a uma baixa contábil (“impairment”) provocada pela revisão do plano de negócios no segmento de dados nos Estados Unidos.

A receita da companhia caiu 10,5%, para R$ 414,6 milhões, e o Ebitda ficou negativo em R$ 110,8 milhões, revertendo resultado positivo. A teleconferência está marcada para as 10h.

BV
O aumento no custo do crédito e a queda nas receitas de prestação de serviços pesaram no resultado do BV (ex-Banco Votorantim) no segundo trimestre. A instituição financeira obteve lucro líquido de R$ 222 milhões, 37% inferior ao do mesmo período do ano passado.

Emae
A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) registrou lucro líquido de R$ 18,8 milhões no segundo trimestre, alta de 43% na comparação anual.

Copasa
A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) efetuará o pagamento de R$ 43,9 milhões em juros sobre capital próprio (JCP) referentes ao segundo trimestre em 17 de agosto. O valor equivale a R$ 0,34 por ação.

Ouro Fino
A Ouro Fino Saúde Animal encerrou o 2º trimestre deste ano com um lucro líquido de R$ 15,2 milhões, praticamente estável como resultado do mesmo período do ano passado. A pandemia afetou seu negócio de ração para animais de companhia, mas a companhia compensou com o aumento das exportações no período.

Unicasa
A fabricante de móveis Unicasa, dona das marcas Dell Anno e Favorita, registrou lucro de R$ 270 mil no segundo trimestre, queda de 93% na comparação anual. A receita da companhia caiu 17,6% no período, para R$ 29,2 milhões.

TPI
A Triunfo Participações e Investimentos (TPI) registrou no segundo trimestre um lucro atribuível aos acionistas de R$ 1,1 milhão, revertendo o prejuízo de R$ 85,6 milhões registrado no mesmo período de 2019.

Ydqs
A Ydqs alterou a data de divulgação de seus resultados do segundo trimestre para o dia 26 de agosto, após o fechamento do mercado. A divulgação dos dados estava prevista inicialmente para o próximo dia 10.

Balanços
A M. Dias Branco e a Sanepar divulgam seus resultados do 2º trimestre após o fechamento do mercado.

(Conteúdo publicado originalmente no Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor)
By: via Via Investimento
Share: