VEM AI O PIX

Sistema de pagamentos instantâneos PIX vai ser lançado em novembro pelo Banco Central
Por Augusto Caramico 

Mais barato, rápido e sem intermediários. A evolução é como na época quando acabou com a ideia de que uma maquininha só passava @Visa e outra @Mastercard no comércio.

Os sistemas de pagamentos P2P serão abertos, e não mais fechados, como ocorre no @picpay, por exemplo. Isso possibilita maior integração, 7/24/365 pois pagar algo dever ser tão fácil, rápido e barato como um bit. Para o usuário final importa que a experiência seja a mais simples
Para poder sobreviver, adquirentes e subadquirentes terão que reinventar seus negócios. Os bancos poderão diminuir a necessidade de numerário e de agências, criando novos produtos de crédito e melhorando a operação, mas perderão receitas da intermediação de IPTU, IPVA, DARF etc.

Apesar da adesão ser obrigatória para 
grandes bancos (90% do mercado de transações)..Teremos contas não bancárias, como as de lojas de departamentos, por exemplo. A economia vai girar e o custo Brasil vai diminuir.

Cerca de 30-40% das transações monetárias dependem de empresas internacionais para se concretizarem. Com o PIX, o controle dos dados fica centralizado no @BancoCentralBR , garantindo rastreabilidade dos recursos.

O cronograma de implantação fica assim: 
nov/2020 QR code dinâmico e estatico, inserção de chave e inserção manual dos dados; 2021 pagamentos por aproximação e QR code pagador; 2022 Requisição de pagamento e Pagamento agendado e; 2023 Pagamento com documento.
Posso mandar recursos via telefone da pessoa, via CPF ou CNPJ ou via email, todos eles vinculados a uma base de endereçamento vinculada a uma conta.

Corretoras de valores poderão participar e, inclusive oferecer produtos de investimentos nessa linha. Fintechs poderão utilizar os recursos de investidores para financiar suas operações e oferecer cashback para usuários e investidores, além de novas oportunidades de inovação.

O open banking será implementado de forma gradual. As operações de crédito poderão ser iniciadas a partir da fase 3 da implantação (30/08) e as operações de câmbio, investimentos, seguros e conta salário estarão na fase 4 (25/10), já em 2021.

O @BancoCentralBR fala que a experiência de usuário deve obedecer a um conjunto de padrões que devem ser seguidos nos aplicativos.Dessa forma, busca garantir que o PIX nao pode estar escondido nos aplicativos dos bancos e fintechs, devendo ter a mesma relevância dos outros meios

 
curtiu? logo mais, faz um PIX!

@AugustoCaramico

Share: